Paróquia NSC Aparecida e São Cristóvão

Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA celebra Corpus Christi

  • Compartilhar
Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão de Brumado-BA celebra Corpus Christi Foto: Vinícius Pereira/PASCOM Brumado

Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida e São Cristóvão, em Brumado-BA, comemorou-se a Solenidade do Santíssimo Sacramento do Corpo e Sangue de Cristo no dia 30 de maio de 2024, às 19h30, na praça Marcílio Dias, em frente à igreja matriz da paróquia. A comemoração litúrgica foi presidida pelo administrador paroquial, padre Alessandro dos Santos Alves. A celebração contou com a presença dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão, coroinhas, e inúmeros fiéis que se reuniram na esplanada da praça para participar da Santa Missa. A praça estava decorada com um belo tapete colorido e desenhos de inspiração religiosa, elaborados com alimentos não- perecíveis, que foram posteriormente destinados à doação.

De início, houve os ritos iniciais, durante os quais o sacerdote saudou o altar e acolheu a assembleia presente. Em seguida, realizou-se o ato penitencial e absolvição dos pecados. Após a Oração da Coleta, encerrando-se os ritos iniciais, a celebração seguiu com a seguinte liturgia da palavra: Primeira Leitura (Ex 24,3-8), Salmo responsorial SI 115(116),12-13.15.16bc.17-18 (R. 13), Segunda Leitura (Hb 9,11-15) e Anúncio do Evangelho (Mc 14,12-16.22-26).

Após o rito da palavra, na homilia, o sacerdote fez uma breve introdução à história da origem da data festiva e explicou seu significado para a Igreja Católica Apostólica Romana, destacando que se trata de uma comemoração litúrgica para celebrar o Corpo e Sangue de Cristo. Fez-se uma reflexão sobre as leituras proclamadas, destacando os pontos principais de cada uma. Ao final, o padre ressaltou a importância de se ter zelo e reverência pela Santíssima Eucaristia, enfatizando a necessidade de respeito, manifestado através da dignidade do culto ao sagrado, mencionando que os objetos litúrgicos utilizados durante a Santa Missa devem ser feitos de materiais nobres e ornados de forma que reflitam a riqueza dos mistérios que servem. Após a reflexão, a celebração prosseguiu conforme o costume litúrgico da Igreja.

Aproximando-se dos ritos finais da celebração, houve a adoração e um momento de louvor ao Santíssimo Sacramento pelos fiéis, seguida da procissão, com o Ostensório sendo conduzido pelo administrador paroquial, junto aos devotos, pelas vias públicas da cidade. Deslocando-se da igreja matriz em direção às ruas, durante o trajeto, ocorreram cânticos e louvores religiosos, protagonizando um belo momento de testemunho público de adoração e veneração para com a Santíssima Eucaristia.

Retornando à praça da igreja matriz da paróquia, houve a bênção eucarística com o Santíssimo Sacramento. Por fim, o sacerdote deu os avisos da paróquia e agradeceu à Comissão da Juventude Paroquial (Comjup) e aos voluntários que confeccionaram o lindo tapete ornado com alimentos não-perecíveis na praça pública, bem como àqueles que contribuíram para a realização da celebração. O padre comunicou ainda que todos os alimentos que foram doados serão destinados às vítimas das fortes chuvas no estado do Rio Grande do Sul e aos órgãos competentes de apoio a essa causa, exemplificando uma ação prática do Evangelho e de amor ao próximo. Encerrada a solenidade, os fiéis retornaram aos seus lares, renovados espiritualmente com o Corpo e Sangue de Cristo.

Curiosidades sobre a solenidade de Corpus Christi 

Corpus Christi, que significa Corpo de Cristo ou Corpo do Senhor, é uma comemoração litúrgica da Igreja Católica Apostólica Romana, que acontece sessenta dias após a Páscoa, sempre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, que, por sua vez, ocorre no domingo seguinte à Solenidade de Pentecostes. A origem da Solenidade remonta ao século XIII, após o papa Urbano IV instituir a data festiva. A instituição da solenidade de Corpus Christi foi motivada pelas visões místicas da freira agostiniana Juliana de Liège, nas quais Cristo expressava o desejo de que a Sagrada Eucaristia fosse celebrada com mais ênfase. Além disso, houve o Milagre de Bolsena, um episódio no qual um sacerdote, que tinha dúvidas sobre a real presença de Cristo na Sagrada Eucaristia, durante uma celebração, após consagrar a Hóstia, presenciou sangue ser expelido pela Sagrada Hóstia, como sinal da presença divina na Eucaristia. Após esses acontecimentos, a festa de Corpus Christi foi instituída e continua sendo celebrada até os dias atuais em todo o mundo.

Acontece na Paróquia

+ Notícias

Contatos
Siga-nos

Copyright © 2024 Paróquia NSC Aparecida e São Cristóvão - Desenvolvido por Diego Fagner